top of page

MONTANHISMO

Montanhismo

Montanhismo é um termo genérico relacionado com toda a atividade ligada com a montanha.

O montanhismo, é a prática de subir montanhas caminhando ou escalando. Um esporte desafiador. Confira nossas dicas para começar hoje mesmo!

O montanhismo, que traz inúmeros benefícios ao corpo e à mente, é caracterizado pela prática de subir montanhas por meio de caminhadas ou escaladas. Além da contemplação da natureza. É um esporte que trabalha a superação, ajuda a vencer obstáculos e enfrentar os próprios medos.

Ficou curioso sobre como iniciar essa atividade? Então acompanhe nosso artigo e entenda todos os detalhes dessa prática esportiva! Boa leitura!

1. Como funciona o montanhismo?

O esporte pode ser praticado por qualquer pessoa. Mas antes de se aventurar, guarde essa palavra: planejamento. Ela será a base para praticar o esporte de forma positiva e segura. Você precisa conhecer as regras do local, quais são os equipamentos necessários, vestuário e calçados ideais, além de preparar o seu condicionamento físico e psicológico.


O objetivo da atividade é chegar no ponto mais alto de uma montanha. Para isso, percorrem-se trilhas, terrenos acidentados e até obstáculos perigosos. Chegar no cume, além de ser prazeroso ao corpo, é um ótimo exercício para a mente. O sentido metafórico da subida incentiva o montanhista a ultrapassar as dificuldades diárias e a vencer na vida.


A recompensa da vista do alto é uma forma da sua mente entender que, por mais que as situações sejam difíceis, com esforço você chega ao fim e poderá apreciar a paisagem com calma. É como diz a frase popular: “cada um terá a vista da montanha que subir”. Ou seja, busque desafios e supere-se, pois o resultado disso será muito positivo.


Diferenças de outros esportes

Apesar de ser parecido com outros esportes de aventura, o montanhismo é diferente. Há quem pense que a atividade é a mesma coisa que escalada, pedestrianismo ou alpinismo. Mas mesmo com práticas semelhantes, essas outras nomenclaturas não estão corretas.


escalada é uma das disciplinas base do montanhismo, mas o esporte não resume-se a isso. Essa é uma técnica usada para atingir lugares mais altos, mas não a atividade em si. A história da escalada é bem diferente, com várias particularidades. Da mesma forma, também não deve ser confundido com o pedestrianismo, pois tem dificuldade maior e objetivos diferentes.


E ainda há quem pense que montanhismo é a mesma coisa que alpinismo. Este requer mais capacitação e tem alto grau de dificuldade, pois é praticado na parte mais alta de uma montanha, em terrenos glaciares, temperaturas muito baixas e altitudes que necessitam de uma prévia habituação do corpo — aclimatação. Além disso, o alpinista precisa de equipamentos especiais e vestimenta adequada, como segunda pele térmica.


Contato com a natureza

Como a natureza é o principal cenário da atividade, os montanhistas lutam pela preservação da fauna e da flora. A atividade jamais poderá modificar as características do lugar ou poluir o meio ambiente.  Afinal, é essa relação de cuidado e respeito que permite ao montanhista respirar ar puro, apreciar as paisagens e dormir debaixo de um céu estrelado. Essas situações proporcionam experiências únicas e marcantes.


2. Como se planejar?

O planejamento é o seu ponto de partida, a etapa mais importante da aventura. Estamos falando da natureza e da vida selvagem, onde imprevistos podem acontecer, portanto, estar preparado é o mínimo que você pode fazer. Antes de sair de casa, você precisa saber como chegar e o que você pode encontrar na montanha, além de reunir os equipamentos de viagem e acessórios necessários.


Atualmente, é muito fácil pesquisar sobre um determinado lugar. As informações estão por toda parte: sites, blogs, canais de vídeo, fóruns e grupos sobre o assunto. Mesmo com a busca online, você não pode deixar de lado a busca física. Isto é, perguntar a amigos e conhecidos se eles já foram e trocar experiências. Uma forma de planejar viagem com segurança é buscando fontes oficiais e reconhecidas.


Verifique o seu estado de saúde

Como a atividade requer esforço físico e mental, a sua saúde precisa estar em dia. Se no dia da viagem você estiver com dor, gripe ou indisposição, não se arrisque. Além de comprometer a sua saúde, você não terá uma boa experiência de aventura.


No dia anterior, durma cedo para estar com o corpo descansado e energias necessárias para a atividade. Faça uma alimentação leve, hidrate-se bastante e evite a ingestão de bebidas alcoólicas. Isso vai melhorar bastante a sua performance durante a expedição.


Tenha um bom condicionamento físico

Se você fica cansado ao subir uma escada ou não pode chegar em um lugar e já procura onde se sentar, então precisa mudar de atitude antes de subir uma montanha. Além da altitude, você vai encarar um terreno irregular, com pedras, buracos, raízes e outros obstáculos. É muito diferente de caminhar na cidade ou na esteira.


Portanto, se você não pratica uma atividade física, procure dedicar-se a uma antes de ir para a montanha. Dê preferência a exercícios que trabalhem o seu sistema cardiorrespiratório e faça alongamentos no início e no final.


Reúna os equipamentos necessários

Para fazer uma trilha com segurança, você precisa estar com a vestimenta adequada e alguns acessórios: mochila, protetor solar, repelente e reservatório para água são fundamentais. Um kit de primeiros socorros também é bem-vindo. Para aprimorar o passeio, você pode levar um GPS e uma câmera fotográfica.


Caso pretenda passar mais de uma noite no local, a lista aumenta: barraca, fogareiro, lanterna e agasalho térmico. Coloque alguns lanches saudáveis na mochila para repor as energias quando necessário. Mas cuidado para não deixar a mochila muito pesada. Além disso, teste todos os seus equipamentos com antecedência.


Faça um checklist

Com tanta coisa para se preocupar e com a adrenalina da véspera é normal esquecer um ou outro item. Para isso não acontecer, quando estiver faltando um mês para a viagem, faça um checklist com todos os itens que você vai precisar. Assim, você terá tempo para se programar, providenciar o que precisa comprar.

Uma semana antes, teste todos os seus equipamentos. Faça os ajustes necessários e reserve alguns itens extras para possíveis imprevistos. Com o checklist atualizado, você terá mais confiança e segurança no passeio.


3. O que levar?

Além do lanche, você vai precisar de uma mochila confortável, sem excesso de peso. Os equipamentos vão depender do estilo de trilha que você vai fazer. Mas alguns itens são indispensáveis: remédios que você toma, meios de orientação (guia, mapa e GPS), capa ou guarda-chuva e um equipamento para registrar a aventura: câmera, gravador ou celular.


Alimentos adequados

Frutas, proteínas e barras de cereal são fáceis de transportar e têm preços acessíveis. Evite alimentos calóricos, gordurosos, com molho e muito tempero. Quanto mais leve e de fácil digestão for a sua alimentação, mais disposto você vai se sentir.

Se você possui alguma restrição alimentar, evite comer lanches feitos por outras pessoas ou parar para comer na estrada. Prepare a sua própria marmita saudável.


Material de pesquisa

No planejamento você fará várias pesquisas e consultará pessoas mais experientes. No mundo onde temos que nos preocupar com várias coisas ao mesmo tempo, dificilmente conseguimos armazenar todas essas informações. Por isso, fazer anotações, salvar imagens dos lugares que pretende conhecer e dicas de quem já viveu a experiência são uma boa estratégia.


Claro, você não precisa carregar livros e cadernos, mas que tal fazer um checklist dos pontos onde você deseja parar para fotografar? Ou aquela orientação que seu amigo deu sobre como atravessar uma ponte de forma mais fácil e segura? Essas informações são valiosas e fazem toda a diferença durante o percurso.


Pessoas experientes

Não adianta querer aventurar-se em um lugar desconhecido. Imprevistos podem ocorrer e se você não tiver conhecimento do lugar dificilmente conseguirá  contornar a situação. Por isso, estar acompanhado de pessoas experientes é imprescindível. Se necessário, contrate um guia local e fique tranquilo quanto ao trajeto, aproveitando para admirar a paisagem ao seu redor. Quanto mais pessoas experientes, mais seguro você estará.


4. O que vestir?

Procure cobrir o máximo do corpo com um tecido leve e confortável. Tecido com proteção solar e segunda pele são os mais recomendados para esse esporte. O seu vestuário precisa dar liberdade ao seu corpo e não pode prender seus movimentos.


Evite roupas na cor preta, pois elas atraem insetos. Escolha um item de sua preferência para se proteger do sol: chapéu, boné ou touca. Se a temperatura estiver baixa, leve um agasalho. Se houver praia, rio, lagoa, açude ou cachoeira, leve roupas de banho e toalha.


Para os pés, use um tênis ou bota com solado adequado para trilhas. Sapatos com o solado gasto ou liso são prejudiciais durante subidas e descidas, por isso devem ser evitados. As botas têm a vantagem de proteger melhor o pé de torções e de animais peçonhentos.


Nunca use um calçado pela primeira vez em uma trilha, ele pode causar bolhas, desconforto e até lesões, como tendinites. O ideal é testá-lo antes, amaciá-lo e acostumar-se com a sua estrutura.


5. Como se preparar?

Primeiro de tudo, você precisa ter espírito aventureiro. Não adianta querer vislumbrar a beleza das montanhas do Peru, se você tem preguiça ou não consegue acostumar-se em situações mais selvagens. É a novidade e a adrenalina que move os montanhistas.


Se você ainda não se sente assim, procure ver vídeos e filmes sobre o tema para despertar essa paixão em você. Ou comece realizando trilhas pequenas, de fácil acesso para quando se sentir mais seguro subir de nível.


Outra característica muito importante é o respeito à natureza. Devemos cuidar do nosso lixo e respeitar o habitat de animais. Não alimente os bichinhos nem leve espécies de plantas para casa. Flores são lindas, mas no espaço delas. Não arranque.


Conheça os seus limites para não exagerar na caminhada. Se cansar, pare e descanse. Se acha que não vai conseguir terminar o trajeto, volte. Não adianta forçar o seu corpo a algo que ele não está preparado. Saiba até onde você pode ir e respeite sua condição física.


Preparo físico e mental

Subir uma montanha requer muita disposição e persistência, tanto física quanto mental. Trabalhe o seu corpo para aclives e declives, obstáculos e diferentes temperaturas. Faça caminhadas periódicas para aumentar os níveis de confiança e melhorar o ritmo cardíaco e recuperação. Assim, você ganha resistência para ter uma boa performance.


Para preparar a mente, você deve começar com uma atitude positiva. Não pense nas dificuldades, e sim no quanto você vai crescer ao superá-las. Tenha em mente de que você pode encontrar insetos, matos espessos, tempestades, calor intenso e o próprio cansaço, mas vencer esses obstáculos e ter a recompensa no final vale todo o esforço.


6. Que cuidados você precisa ter antes de praticar?

  • respeite a comunidade local, o meio ambiente e as suas regras;

  • seja cordial e prestativo, pois na montanha todos se ajudam;

  • avise a alguém onde você vai e dê o contato de um colega;

  • não se arrisque em precipícios ou lugares sem proteção;

  • evite música e aprecie o som da natureza;

  • não consuma bebidas alcoólicas;

  • não ande sozinho nas trilhas;

  • recolha o seu lixo.


7. Quais os benefícios desse esporte?

montanhismo é uma mistura de espírito aventureiro com planejamento, habilidade, equipamentos seguros e energia positiva. Além de trazer enriquecimento físico e espiritual, os benefícios de praticar esportes podem ser muito maiores, como a superação dos seus próprios limites. Conheça outros:


  • contato com a natureza;

  • novas experiências;

  • diminuição do estresse;

  • melhora do condicionamento físico;

  • melhora do sistema imunológico;

  • enriquecimento cultural;

  • deixa você bem humorado;

  • prepara para situações de emergência;

  • desenvolve resistência muscular;

  • amplia a sua coordenação motora;

  • pode ser praticado em família e com amigos;

  • aumenta o seu poder de concentração;

  • deixa o seu corpo em boa forma;

  • desenvolve e melhora a concentração;

  • coloca você como protagonista de si;

  • gera autoconfiança;

  • desenvolve a criatividade;

  • ajuda no enfrentamento do medo;

  • dá consciência corporal;

  • condiciona a vencer desafios.



Para aproveitar ainda mais esses benefícios, toda a atividade precisa estar voltada para três cuidados: não causar danos a você mesmo, aos outros ou ao meio ambiente. Assim, todos saem ganhando.


Gostou do nosso guia sobre montanhismo? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais para contagiar seus amigos e quem sabe encontrar a companhia que você precisa para a próxima aventura!


20/04/24

Montanhismo

Montanhismo é um termo genérico relacionado com toda a atividade ligada com a montanha.

05/03/24

ATLETA DE OSASCO MARCA PRESENÇA NA 1ª ETAPA DO CIRCUITO MUNDIAL DE MONTANHISMO

A atleta de montanhismo, Luciana de Paula, participou da 1ª Etapa do Circuito Mundial VK Open Championship.

bottom of page