top of page

Morretes (PR) é o ‘Berço Nacional do Montanhismo’

A Comissão de Educação (CE) aprovou nesta terça-feira (5) o projeto de lei (PL) 5.087/2023, que concede ao município de Morretes (PR) o título de “Berço Nacional do Montanhismo”. O texto do senador Flávio Arns (PSB-PR) recebeu relatório favorável do senador Astronauta Marcos Pontes (PL-SP), lido na reunião pelo senador Paulo Paim (PT-RS). A matéria segue para a Câmara dos Deputados, desde que não haja recurso para votação no Plenário.

De acordo com Arns, o primeiro registro histórico de atividade de montanhismo no Brasil ocorreu na região de Morretes, há quase 150 anos. Em 1879, Joaquim Olímpio de Miranda organizou uma expedição para alcançar o ponto mais alto da região, o Marumbi. A equipe dele foi considerada a primeira de montanhismo da história do país. O cume do conjunto Marumbi foi chamado de Olimpo, em homenagem ao expedicionário.

Flávio Arns destaca ainda que a preservação ambiental é uma preocupação fundamental em Morretes. Segundo o parlamentar, os montanhistas que visitam a região se envolvem em atividades de conservação, como a limpeza de trilhas e a conscientização sobre a importância da preservação da natureza. “Essa interação entre os montanhistas e a comunidade local contribui para o desenvolvimento sustentável da região", argumenta Flávio.

Segundo o relatório, o reconhecimento deve fortalecer a identidade cultural da região. Para o senador do senador Astronauta Marcos Pontes, a homenagem pode ainda promover o montanhismo como atividade importante para a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento do turismo sustentável.

Fonte: Agência Senado

DSC01181.JPG

A Comissão de Educação (CE) aprovou nesta terça-feira (5) o projeto de lei (PL) 5.087/2023, que concede ao município de Morretes (PR) o título de “Berço Nacional do Montanhismo

29 de fevereiro de 2024
bottom of page